Pular para o conteúdo principal

GRUPO CAMALEÃO DE BELO HORIZONTE-MINAS GERAIS-BRASIL - UM BRILHANTE TRABALHO DE DANÇA PARA O MUNDO



Fizemos o texto abaixo para ilustrar melhor nosso contexto e em anexo segue nosso portfólio para venda e o portfólio do Retina.
Estamos vivendo um momento importante no Brasil, de luta pelos nossos direitos. Gostaria de compartilhar com vocês algumas questões, que fazem parte do meu universo de ação: o da cultura, da arte e especificamente da dança. Existe uma maneira de garantir que pelo menos parte de nossos impostos seja realmente destinada a  ações sociais importantes. Através das Leis de Incentivo à Cultura Municipal, Estadual e Federal, qualquer cidadão ou empresa pode destinar parte do imposto que inevitavelmente é pago (ISS, ICMS ou IR) para Grupos Artísticos. Esse imposto, que muitas vezes não se sabe no bolso de quem vai cair, pode então ser seguramente utilizado, no crescimento e na melhora da qualidade de vida da nossa cidade.
Os setores culturais já sentem o impacto da crise nacional. O percentual de imposto estadual (ICMS) que deveria ser destinado a ações artísticas foi oficialmente cortado para os anos de 2015 e 2016. Dessa forma, resta-nos buscar incentivo junto às empresas que contribuem com ISS e IR,  e junto às pessoas físicas que declaram imposto de renda.
O Camaleão Grupo de Dança, do qual sou Diretora Artística, é um dos Grupos mais representativos de Minas Gerais. Existe há 30 anos e é um verdadeiro patrimônio histórico. Buscamos pessoas e/ou empresas que tenham interesse em destinar parte de seus impostos ao desenvolvimento da arte e da cultura, por meio das Leis de Incentivo ,  tornando-se assim,  nossos incentivadores / parceiros / mecenas / padrinhos / amigos.
Para aqueles que se interessarem, podem me procurar in box que explicarei mais detalhadamente. Não podemos mais esperar que a solução das necessidades sócio-educativas-culturais dos brasileiros seja responsabilidade apenas do Governo, por isso, buscamos a união e a colaboração de todas as instâncias da sociedade em prol do que, pode parecer clichê, mas, é a pura verdade: UM PAÍS MELHOR!
Colabore você também com a ARTE!
Conheçam mais sobre o trabalho do Camaleão nos links abaixo:


Postagens mais visitadas deste blog

CORPO PARA QUE TE QUERO ? USOS, ABUSOS E DESUSOS. ENSAIOS SOBRE O CORPO NA CENA CONTEMPORÂNEA

CORPO PARA QUE TE QUERO? USOS, ABUSOS E DESUSOS. ENSAIOS SOBRE O CORPO NA CENA CONTEMPORÂNEA Book (PDF Available) · January 2012with73 Reads DOI: 10.13140/2.1.4730.7844
Edition: 1a, Publisher: puc/appris, Editor: Vilhena & Novaes, ISBN: 9788580060690
CORPO PARA QUE TE QUERO? USOS,ABUSOS E DESUSOS.
ENSAIOS SOBRE O CORPO NA CENA CONTEMPORÂNEA
    JUNIA DE VILHENA
JOANA DE VILHENA NOVAES
ORGANIZADORAS

A PRESENTAÇÃO
Não há dúvida que o corpo entrou  em cena. Corpo-máquina para o trabalho e corpo que se rende às modelizações do que é ditado como belo e saudável; corpo que se quer livre e procura afirmar novos direitos e sexualidades; corpo-potência que protesta nas  ruas  contra  um  mal-estar  inaceitável;  corpo-captura  que  sofre  de  indiferença, negligência  e  loucura.  Dilacerado  nas  “doenças  da  beleza”  e  na  violência  cotidiana; sofrido pela fome de comida nos “mundos tão desiguais”, sofrido pela fome de afeto, em um mundo tão indiferente, o corpo é fonte de angústia, de prazer, de consu…

BONECOS SEM INGENUIDADE - ESPETÁCULO DE BONECOS COM TEMÁTICA ADULTA

Bonecos sem ingenuidade  Eduardo Félix fala da difícil missão de quebrar ideias cristalizadas de um teatro que não tem nada de infantil
PUBLICADO EM 27/12/15 - 04h00
POR JOYCE ATHIÊ

Atrasado e ainda meio desnorteado, Eduardo Félix vai respondendo às perguntas sobre sua carreira, seus propósitos com o teatro de bonecos e as dificuldades a se enfrentar no mercado. Há 15 anos se dedicando à construção e manipulação de marionetes, ele se prepara para estrear o próximo espetáculo, ainda sem nome e, agora, também sem texto. “Acabei de ser assaltado há poucos dias e levaram meu computador com a adaptação do próximo trabalho que estreia em março. Vou ter que escrever tudo de novo”, conta com o humor de quem ainda não acreditava no ocorrido. Apesar de todo o retrabalho, a proposta do espetáculo já está desenhada na cabeça de Eduardo e diz muito dos propósitos do grupo que fundou: o Pigmalião – Escultura que Mexe. A história parte da junção de dois textos. O primeiro é “Alguém”, da bonequeira Conce…

TEATRO DE BONECOS "GIRAMUNDO" APRESENTA UMA RETROSPECTIVA DE MAIS DE 4 DÉCADAS DE TRABALHO

Alice no País das Maravilhas: releitura com marionetes

Giramundo apresenta uma retrospectiva de mais de quatro décadas de trabalho

Em bate-papo, diretores Beatriz Apocalypse e Marcos Malafaia repassam a trajetória do grupo
26 de Março de 2014
Nesta edição do Gentedaqui, projeto que traz ao museu pessoas ligadas à cultura de Belo Horizonte, integrantes do grupo de teatro de bonecos Giramundo se encontram com o público para um bate-papo. Os diretores Beatriz Apocalypse e Marcos Malafaia, entre outros membros da companhia, respondem a perguntas e fazem uma retrospectiva da carreira do grupo - que já ultrapassa quatro décadas.


Museu das Minas e do Metal. Praça da Liberdade, s/nº, Funcionários (Prédio Rosa)-Belo Horizonte-MG, ☎ 3516-7200. Quinta (27), 19h30. Grátis. www.mmm.org.br.


http://vejabh.abril.com.br/arte-e-cultura/exposicoes/giramundo-apresenta-retrospectiva-mais-quatro-decadas-trabalho-777307.shtml
Grupo Giramundo de teatro celebra 40 anos de estrada em mostra no Sesc Santana
SÃO PAULO -…